Visit Us On FacebookVisit Us On Instagram
“Seu único crime é viver o amor inabalável por Jesus”, diz esposa de pastor preso na Índia

Bryan Nerren foi preso em 5 de outubro com outros dois pastores americanos que o ajudariam a realizar 2 conferências no país.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO FAITHWIRE E ACLJ

Bryan Nerren, líder dos Ministérios da Casa Internacional de Oração em Shelbyville, nos EUA, foi preso em 5 de outubro, juntamente com outros dois pastores americanos por autoridades indianas.

O pastor Nerren e os dois outros pastores do Tennessee estavam viajando juntos para encontrar outros 10 ministros em Bagdogra, Índia.

Quando desembarcaram em Nova Délhi, tiveram seus passaportes carimbados pelo funcionário da alfândega e não receberam perguntas ou formulários de declaração para preencher. Eles pegaram a bagagem e prosseguiram com a verificação de segurança doméstica para o voo para Bagdogra.

O pastor Nerren estava carregando recursos para cobrir as despesas de duas conferências com 1000 participantes, bem como as despesas dos 13 ministros para a viagem de duas semanas. Quando o agente de segurança viu o dinheiro, chamou um agente da alfândega para avaliar. O pastor Nerren explicou para que eram os fundos e respondeu a todas as perguntas do funcionário.

Os apoiadores de Nerren acreditam que isso fazia parte de uma ação coordenada da polícia.

Pastor Bryan, sua esposa Rhonda e os netos. (Foto: Reprodução/ACLJ)

“O pastor Nerren explicou o objetivo dos fundos e respondeu a todas as perguntas do despachante aduaneiro”, explicou o ACLJ, um dos principais grupos de defesa da liberdade religiosa.

Mas o despachante aduaneiro “perguntou especificamente se o pastor Nerren era cristão e se os fundos seriam usados ​​para apoiar causas cristãs”, segundo o grupo. Depois de mais perguntas, Nerren estava livre para partir, mas ficou claro que uma preocupação havia sido registrada pelas autoridades.

Preso por ser cristão

Quando ele chegou a Bagdogra, Nerren foi imediatamente preso e disse que havia violado a Lei de Gerenciamento de Câmbio da Índia. Nerren foi “preso quando desceu do avião em Bagdogra”, disse a ACLJ.

“Em Bagdogra, o pastor Nerren foi preso e transportado para Siliguri, onde foi encarcerado e não recebeu nenhuma visita, inclusive do consulado dos EUA ou de seu advogado”, informou a ACLJ.

Depois de seis longos dias na prisão, finalmente foi realizada uma audiência e Nerren foi libertado sob fiança. Infelizmente, confiscaram o passaporte do pastor, detendo-o efetivamente no país. Uma outra data do tribunal foi marcada para 12 de dezembro.

“O pastor Nerren está preso na Índia sem passaporte, dificultando até as tarefas mais comuns”, observou o ACLJ. Ele não pode sair. Ele não pode voltar para casa com sua esposa, filhos e netos que certamente não conseguem entender o que está acontecendo com o avô. Ele não pode cuidar de sua filha com necessidades especiais aqui nos Estados Unidos, que precisa de assistência 24 horas por dia, o que significa que sua esposa é deixada para cuidar dela sozinha, enquanto também se preocupa constantemente com o marido. Toda a sua família está sofrendo com essa injustiça.

“Amor a Jesus”

Em uma declaração ao grupo, a esposa de Bryan, Rhonda, fez um chamado urgente à oração.

“Meu marido não fez nada de errado”, disse ela. “Seu único crime é viver seu amor inabalável por Jesus”. A esposa perturbada acrescentou que sua filha com necessidades especiais “precisa do pai em casa”.

“Por favor, ore por nossa família. Ore pelos corações dos oficiais que têm o poder de devolver o passaporte e deixá-lo voltar para nós. E ore por nossa equipe jurídica na ACLJ, enquanto eles trabalham em nosso nome para trazê-lo para casa.”

De acordo com o Tennessean, o pastor Jim Gore, de Sevierville, um dos que viajaram com Nerren durante o incidente, confirmou que a esposa e o advogado de Nerren se encontraram com os senadores estaduais Marsha Blackburn e Lamar Alexander em Washington, DC na quarta-feira (29) para discutir o caso.

Se você deseja assinar a petição da ACLJ para defender a libertação do Pastor Nerren, você pode fazê-lo aqui.

William Stark, da International Christian Concern, um importante órgão de vigilância de perseguições religiosas com sede em D.C., disse à Faithwire que era sobre Nerren ter sido “aparentemente alvo de oficiais da alfândega depois que lhe foi pedido para revelar sua identidade religiosa”.

“Se esta questão é realmente sobre a Lei de Gerenciamento de Câmbio e os fundos que o pastor Nerren estava carregando, por que o pastor Nerren foi questionado sobre sua identidade religiosa e por que a resposta do pastor Nerren teve consequências tão graves?”, perguntou Stark.

Stark acrescentou que “se houve um problema com o pastor Nerren e os fundos, então por que isso não foi tratado pelos funcionários da alfândega no aeroporto de Nova Délhi? Por que ele foi autorizado a seguir para um local mais rural, apenas para ser preso na chegada?”

“Se isso realmente é apenas uma violação da Lei de Gerenciamento de Câmbio, as autoridades alfandegárias não deveriam ter resolvido o problema no aeroporto de Délhi confiscando os fundos e / ou fazendo o pastor Nerren preencher um formulário de declaração alfandegária?”, acrescentou Stark.

“O pastor Nerren já está sob custódia na Índia há 25 dias. É nossa esperança que ele seja libertado em breve e tenha permissão para retornar à sua família e comunidade da igreja aqui nos EUA”, declarou Stark.

4, Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *